Cheguei à vila da Fuzeta a meio da tarde. Os termómetros marcavam 29 graus e o sol do Verão algarvio ainda andava alto no céu. Por aqui cantam as cigarras, gritam as gaivotas e cheira a sal, algas e ervas aromáticas. O Algarve tem um perfume especial, um pot-pourri de aromas marinhos e de arbustos atlânticos que sempre me impressionou. Quando era pequena e vinha cá passar férias, ao abrir a porta do carro ficava estonteada com este aroma único. E mesmo agora, passadas umas décadas e com passaporte algarvio, há dias em que este perfume rodopia no ar com tamanha intensidade que me embriaga de felicidade…

Leave a Reply